Cidade da Música

16 10 2009

O projeto da Cidade da Música no Rio de Janeiro chama atenção por diversos aspectos, sua inserção num grande terreno na Barra da Tijuca, o porte da contrução e pela grande polêmica gerada em torno da obra. Sua construção tem como finalidade recuperar a centralidade daquela área (antigo Parque Trevo das Palmeiras) e interligar as zonas Norte e Sul. O arquiteto francês Christian de Portzamparc foi chamado para realizar a intervenção e, a partir dos desenhos do urbanista Lucio Costa para a área, criou o projeto. O desenho tem referências no relevo característico do Rio de Janeiro, uma marca da cidade e toma como partido a criação de um espaço público com poucos fechamentos que permita uma visão panorâmica do mar, montanha e planície e cria um ambiente propício para a música. O local será a sede da Orquestra Sinfônica Brasileira que criará ali uma escola de música. O complexo possui duas salas de apresentação, uma delas sendo única no mundo com suas características técnicas e a maior da América Latina. Haverá ali também uma biblioteca multimedia, salas de cinema, restaurante e lojas. A polêmica em torno da construção do complexo é devido ao superfaturamento da obra orçada em R$ 80 milhões e com gastos finais de R$ 504 milhões. Quem for ao Rio vale a pena visitar, nem que seja de carro, a Cidade da Música pela sua monumentalidade e para conferir uma intervenção de um arquiteto internacional, ganhador do Pritzker, no Brasil.

Cidade da Música
Av. Ayrton Senna – Barra da Tijuca
Rio de Janeiro – RJ
Telefone: 21 2431-6120